Conheça The Swaen

São dois os ingredientes principais utilizados na produção dos maltes The Swaen: A melhor cevada e a mais pura água. Mas ainda há um ingrediente secreto: o talento de nossa equipe. Criar um grande malte é um processo cuidadoso. Aqui no coração da Costa Flamenca desenvolvemos as habilidades e a tradição de maltear e torrar o malte perfeito.”

Jos Haeck.

Jos Haeck, mestre cervejeiro & malteiro é provavelmente um dos mais respeitados e experientes mestres malteiros da europa.

Desde 2001, a fábrica de malte em Kloosterzande trabalha em estreita colaboração com os principais produtores da região de Zeland em Flanders. O objetivo desta cooperação é a melhoria sustentável da colheita de cevada e a construção da estrutura correta da cadeia.

PARCEIROS

A partir dessa colaboração, surgiu o ‘Growing The Swaen’, uma iniciativa que se concentra na agricultura sustentável. Atualmente, 30-40 agricultores estão crescendo para The Swaen em 200 – 300 hec por ano com um rendimento médio de 8 toneladas por hectare.

BENEFÍCIOS DA COOPERAÇÃO

A cooperação permite rastrear a qualidade em todas as etapas da produção, bem como armazenamento separado de toda a cevada: por variedade, por região, por fornecedor. Esses fatores garantem a disponibilidade de cevada maltada de alta qualidade.

TECNOLOGIA

A The Swaen possui uma das instalações mais modernas e avançadas do setor, da armazenagem até a maceração, germinação, secagem e torrefação, garantindo consistentemente maltes de alta qualidade para as suas cervejas.

SISTEMA DE GERMINAÇÃO ÚNICO

O foco deles é criar os melhores maltes para os parceiros. Para alcançar a excelência na produção, The Swaen instalou uma das mais modernas e exclusivas tecnologias de malteação. O novo sistema de germinação em aço inoxidável permite produzir lotes menores e mais homogêneos e preservar a qualidade dos maltes tanto em pequenas quantidades quanto em nossa ampla gama de maltes especiais.

A TÉCNICA DE MALTEAÇÃO

Cada etapa do processo de maltagem e torrefação é impecavelmente executada, maximizando os rendimentos de sua complexa bioquímica Utilizando a mais recente tecnologia de torrefação Probat, The Swaen não só é capaz de fornecer consistentemente malte de alta qualidade, mas também o faz de uma das formas mais ecológicas.
Nossa tecnologia moderna combina o design cuidadoso, décadas de experiência e conhecimento profissional e desenvolvimento contínuo. As instalações de torrefação avançadas e de alto nível da The Swaen são particularmente adequadas para uma ampla gama de produtos, suportando a ampla seleção de nossos maltes especiais. Estão empenhados em produzir não só de acordo com amelhor capacidade, mas também tendo em em mente a proteção ambiental.

PRODUÇÃO EM DRUM ROASTER
(TECNOLOGIA THE SWAEN)

A produção de maltes caramelo consiste na sacarificação e caramelização de malte verde. A The Swaen recebe o malte verde da própria linha de germinação. Após 5 dias de germinação,  o malte verde é transferido para o Drum Roaster (Tambor de Torrefação). O amido contido no grão é reduzido a açúcares menores e depois caramelizado no tambor com ar quente. Este é um processo dinâmico: o tambor gira continuamente e as lâminas internas permitem que o produto se misture homogeneamente. Essa rotação também ocasiona algum dano ao grão, que permite que uma parte dos açúcares flua para fora do grão. Se a casca for perfurada depois de o açúcar ter solidificado, o grão apresenta pequenas manchas escuras e brilhantes: esse é o caramelo.

TORRAGEM EM TAMBOR:

• Perfeito controle de temperatura e distribuição homogênea de calor.
• Perfeito controle sobre o grau de umidade e sua distribuição uniforme.
• Sacarificação homogênea.
• Caramelização homogênea.

RESULTADO:

• Cor de cerveja uniforme
• Sabor de caramelo crocante

PRODUÇÃO EM KILN
(OUTRAS MALTERIAS)

A produção de maltes caramelo no Kiln (Forno) não é comparável à do Drum Roaster, pois é um processo estático no qual a caramelização é obtida pelo efeito de uma estufa. Estamos falando de um processo de aquecimento com baixo nível de controle. O cozimento por estufa gera pontos quentes e zonas mais frias; mas apenas em pontos quentes pode ocorrer a caramelização. O grau de caramelização desses produtos é de apenas 20%, enquanto o do tambor é 100% por se tratar de um processo estático, a cor do malte não é homogênea. Isso ocorre porque o grão não é movido durante o processo e as temperaturas não são tão altas quanto no Drum Roaster

CONDIÇÕES DE PRODUÇÃO:

• Temperatura irregular gera várias camadas de temperatura e
• Saturação de humidade desigual e em diferentes camadas
gera perdas por evaporação.
• Não sacarifica.
• Não carameliza.

RESULTADO:

• Menor cor caramelo
• Menor sabor de caramelo
• Malte heterogêneo

“O malte define uma cerveja, é o ingrediente fundamental que proporciona corpo, textura, sabor e aroma. A qualidade da sua cerveja reflete diretamente a qualidade de seus ingredientes, incluindo malte.”

Saiba mais sobre The Swaen nestes 3 episódios:

Fontes:
http://www.theswaen.com
Guia Técnico do Cervejeiro 1º Edição LNF 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site! );